No âmbito do Curso Mundial de Formação de Dirigentes Associativos da Diáspora, organizado pela Confraria dos Saberes e Sabores da Beira – Grão Vasco, com o Alto Patrocínio do Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, que reuniu 26 dirigentes associativos da diáspora portuguesa, oriundos de diversos países da Europa e Fora da Europa (Brasil, África do Sul, Argentina, EUA, Luxemburgo, Canadá, Alemanha, Suíça, Bélgica, França, Espanha e Andorra), que decorreu de 26 a 28 de Março de 2014, entre Oeiras e Lisboa, ficou o compromisso e a vontade, por parte deste grupo, de criar uma plataforma interassociativa a nível mundial, cuja estrutura deveria constituir-se de forma autónoma do Governo ou de movimentos políticos, empenhando-se no desenvolvimento de projetos que promovam o trabalho em rede e o reforço da participação cívica.

Assim, do compromisso e do sonho nasceu a realidade, dia 5 de Agosto, foi formalizada no notário em Viseu, a criação da Federação das Associações da Diáspora (FAD). Mas antes da Escritura Pública houve uma reunião, na sede da Confraria Grão Vasco, em Viseu, com alguns elementos da comissão instaladora e representes das Associações da Diáspora de diversos Países, para análise dos estatutos e outros assuntos relacionados com a futura Federação das Associações da Diáspora.

Numa cerimónia cheia de significado, marcaram presença no notário cinco instituições que subscreveram os estatutos e assinaram o documento que oficializou a FAD, a saber: Confraria Saberes e Sabores da Beira ‘Grão Vasco’, de Viseu –  Portugal – José Ernesto Pereira da Silva, pessoa que esteve a liderar e intermediar todo o processo; Associação “Portuguese Athletic Clube – PAC, de S. José – Califórnia – Manuel Bettencourt; Associação Cultural e Recreativa de Cidadãos Portugueses e Amigos de Portugal – ACRCP e AP, de Palma de Maiorca – Fernando Cabaço; Associação de Residentes Portugueses no Principado de Andorra – Casa de Portugal, de Andorra – David Borges; e Associação “Portuguese Club of Long Branch”, de New Jersey – Estados Unidos – Raquel Martins Rosa, foram as entidades que assinaram a escritura. Estiveram também presentes na cerimónia, como observadores, a Associação Portuguesa de Emigrados na Bélgica – Rosa Maria e Centro Social e Cultural Português, do Luxemburgo – José Peixoto, Confraria Saberes e Sabores da Beira ‘Grão Vasco’, de Viseu António Meneses e da Suíça, Jorge Rodrigues. Apesar dos restantes fundadores poderem estar presentes e participar no ato, esteve presente o espírito, a vontade, o sonho e a determinação dos 26 dirigentes associativos da diáspora que participaram no curso. Para confraternizar o momento, a Confraria dos Saberes e Sabores da Beira Grão Grão Vasco, associação anfitriã, na pessoa do seu almoxarife, prof. José Ernesto, ofereceu o almoço a todos os presentes no centro histórico de Viseu, para degustarem os práticos e os produtos gastronómicos da região.

Todo este processo, que culminou com a criação da Federação das Associações da Diáspora – FAD, só foi possível com a oportunidade criada pelo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Dr. José Cesário, através do apoio na realização do referido curso mundial de formação de dirigentes associativos da diáspora e do desafio lançado ao grupo para que se organizassem de forma autónoma. Foi ainda determinante todo o apoio prestado pelo Dr. José Governo, assessor do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, que ao longo de todo o processo e enquanto coordenador do curso foi incansável no apoio e motivação para levar o projeto por diante.

No dia 5 de Março de 2015, e aproveitando a 3ª edição do Curso Mundial de Formação de Dirigentes Associativos da Diáspora, tomaram posse os primeiros corpos sociais da FAD eleitos nas eleições de 6 de Dezembro de 2014, que decorreram online com recurso ás novas tecnologias de informação por motivo da dispersão dos vários países onde se encontram os votantes.

O Almoxarife da Confraria, Prof. José Ernesto, enquanto Presidente da Comissão Instaladora da FAD, deu posse a todos os membros em cerimónia oficial, num lindíssimo espaço “Sala do Protocolo de Estado”, no Palácio das Necessidades, onde estiveram presentes o Sr. Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Dr. José Cesário; o Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Dr. Emídio Guerreiro e outras personalidades de relevo do Ministério dos Negócios Estrangeiros, diversos convidados e naturalmente os participantes da 3ª edição do curso.

No final da tomada de posse o Presidente da Assembleia Geral, José Ernesto Silva, enalteceu o trabalho desenvolvido por todos os seus membros e realçou o desafio a ter pela frente para levar por diante este grande projeto, extremamente ambicioso que muito irá contribuir para divulgação e preservação da nossa cultura e da troca de experiências entre as diversas coletividades. Por sua vez, o Presidente da Direção, Paulo de Carvalho, agradeceu a todos os restantes elementos a confiança que nele depositaram e fez questão em realçar que esta equipa irá realizar um trabalho de acordo com os objetivos definidos a quando da sua constituição.

Encerrou a cerimónia o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Dr. José Cesário, dando realce ao projeto desta Federação que irá ser muito importante para todos os Portugueses espalhados pelo mundo, disse também que dará todo seu apoio na realização dos objetivos pretendidos.

Integram os órgãos sociais da FAD membros e dirigentes associativos de França, Alemanha, Suiça, EUA, Brasil, Argentina, África do Sul, Canadá, Bélgica, Andora-Espanha.

Este projeto que agora inicia, é sem dúvida já uma aposta ganha, pois, será uma estrutura extremamente importante e que pretende agarrar novos desafios e sinergias, trabalhar em prol e representação das associações da diáspora, sendo ainda uma voz junto das várias instituições portuguesas e do Governo, potenciando a acção e dinâmica das associações, além de permitir uma maior proximidade e ligação a Portugal.

Recentemente, o presidente da direção Paulo Carvalho, apresentou a sua demissão, tendo assumido a presidência da direção, o 1º Vice-presidente, Dr. Manuel Bettencourt, médico dentista, a residir há mais de 40 anos na Califórnia, um homem com uma enorme experiência de vida e no movimento associativo e que assumiu o lugar com grande determinação, empenho e espírito patriótico para levar este projeto ao encontro e em prol das comunidades portuguesas.